quinta-feira, 19 de março de 2009

Voltamos!!!!

Fazia tempo que não passava aqui. Estive ocupado, um pouco esquecido também é verdade. Mas voltei. Voltei com o Fenômeno. E como esse assunto tomou conta da mídia de todo o mundo, quem sou eu para não acompanhar a maré?

Tá certo, ele merece tudo isso. Um cara que no futebol conquistou tudo como títulos, fama, dinheiro, visibilidade MUNDIAL, e ainda assim tem a força de vontade para superar três contusões seríssimas. Fato que qualquer outro jogador, que ainda está lutando por um lugar ao sol, não faria.

Ele realmente é Fenomenal. Humilde nas palavras, cativante nos gestos. E me limito a falar das suas atitudes dentro de campo, dentro do mundo do futebol. Chega dessa papagaiada de seguir o cara, ver com quem ele está saindo, o que bebeu, há que horas chegou.

Já fez tanta coisa para nós, nos mostrou tanto esforço que merece um pouco mais de respeito. Merece ter mais carinho. Suas convulções, precisam ser melhor explicadas. Isso sim. Mas é assunto para outro momento. Agora o momento é de FESTA.

Quando a notícia se espalhou no dia 12 de dezembro, pensei que fosse mentira. Que aquilo era uma bricadeira de mal gosto. Afinal o Corinthians tinha acabado de subir da segunda divisão do campeonato nacional. A diretoria parecia estar fazendo um bom trabalho, mas não era para tanto. Trazer O cara? Ele, o maior artilheiro das Copas? O jogador que ganhou três vezes o prêmio de Melhor do Mundo pela FIFA? Sendo que em uma delas foi eleito com apenas 20 anos?

Não!

Só podia ser brincadeira. Mas não era. Era FESTA, era emoção, era explosão da Fiel. Para falar a verdade, a torcida merecia. Não haveria presente melhor. E aos fãs do futebol também. Todos querem vê-lo, querem ver seus gols, seu sorriso característico.

Primeiros dias de Janeiro. As notícias sobre seu condicionamento físico empolgam. Aos críticos sensacionalistas restava falar de assuntos particulares. Notícias que ele deve guardar para um dia, deixar a humildade de lado e falar: "Fiz tudo isso, mas ainda assim EU SOU O CARA".

Chega o dia do primeiro jogo. Muita expectativa para que ele estreiasse no clássico com mais rivalidade no Estado, mas não. Estreiou contra um time pequeno mas expressivo, o Itumbiara. Campeão Goiano de 2008. O time de seu ex companheiro de seleção Denílson. Do artilheiro da série B, Túlio Maravilha. Não fez gol, mas arrancou lágrimas de muitos.

Ai sim, o clássico. Um a zero para o rival, 47 minutos do segundo tempo. Parecia coisa de filme. Cenário ideal para um roteirista ganhar o Óscar. Escanteio, cruzamento, alvoroço na área. A bola, que não é boba, procura aquele que a trata com jeito. Passa flutuando por cima de todos os outros jogadores e toca a cabeça do Fenômeno, muda sua trajetória e pára dentro do gol.

A narração mais sensacional que já ouvi na vida, explica melhor a emoção de todos naquele momento:



Pois é... Senhoras e Senhores, fãs do belo futebol arte. Fãs dos gols fenômenais. Ele voltou.

E para você ver como são as coisas, não citei nenhuma vez o nome dele no texto, mas duvido que você não saiba de quem eu estou falando.

5 comentários:

William Toddy disse...

gordomeno haha

William Toddy disse...

brincadeira.. haha s2

Fê! disse...

yo no soy corinthiana, mas concordo com 85% do que vc está escrito. ;P

o fato é.. Ronaldo tem MUITA tendência pra engordar.. =/

mbr disse...

O fato é: ELE É O CARA

anninha disse...

eu tb tenho muita tendência pra engordar meu... é triste!
hahahahaha

muito corinthiano esse post!